05 maio 2018

Jesus vê


Você olha para o céu, suspirando. Apenas a sua alma fala, no silêncio de sua conversa com Deus. Você pode até pensar que ele não está te escutando nesse momento; baixa a cabeça enquanto uma lágrima escorre, num pedido de ajuda. Mas essa é apenas uma fase, daquelas em que todos parecem distantes, quando nossos ouvidos ficam mais sensíveis a ouvir a voz do Pai.

Suas vestes rasgadas pelas batalhas que você vem enfrentando causam pena. As mãos negras de fuligem e ásperas pelo trabalho pesado de tentar mover montanhas com as próprias mãos. Os pés descalços pedem por uma boa massagem e cuidados especiais.

Você diz que não aguenta mais, que vai desistir de tudo pois não vê mudança alguma. Decide tomar um rumo que traçou para si mesmo e fingir que as promessas nunca chegaram a ser feitas, ou que seu cumprimento está distante demais para ser mencionado.

Você sente um medo extraordinário de estar subestimando a Deus, seu poder e sua sabedoria. Mas no fundo se questiona o porque de tantos embates. Razão e emoção duelam em seu peito, cada um deseja ter prioridade para determinada escolha. Você não sabe mais em que pensar, mas ainda se lembra de onde vem o seu socorro. Ele vem do Senhor, aquele que criou o universo com as próprias mãos e tem cuidado de você até ao presente momento.

Ele ainda remove pedras, ele ainda tem poder para mover uma montanha do leste para oeste. E Ele fará exatamente isso, no tempo dEle. Você vê suas mãos feridas de tanto empurrar os obstáculos que parecem inamovíveis. Mas olhe para os seus braços, como estão musculosos. Desvie os olhos dos seus pés cansados e poeirentos e olhe para as suas pernas, como estão mais fortes! Releve o aparente estado do seu coração e da sua mente e olhe mais profundamente, o quanto você amadureceu e cresceu nos últimos tempos!

Não foram os momentos de fartura, abundância e calmaria que te capacitaram a alcançar novos patamares, hoje. É de conhecimento público que mar calmo não faz bom marinheiro, é nos momentos de pressão que se revelam os nossos melhores talentos, os nossos reais limites, as nossas maiores capacidades.

Foram as guerras espirituais presenciadas apenas pelo Pai do céu, foram as noites sem dormir e muitas perguntas sem resposta. Foram as grandes responsabilidades colocadas sobre ombros frágeis e inexperientes!

Você pode se julgar sozinho, sem previsão para uma luz ao fim do túnel. Eu não te culpo, todos viveremos momentos como esses.  Apesar das vestes em frangalhos, das mãos feridas, você precisa ler algo: Jesus vê! Porque Ele morreria por você e te abandonaria na primeira tempestade?
INSTAGRAM   //   FACEBOOK   //   TWITTER

1 comentário:

  1. É bem verdade que cada um de nos já passamos por momentos assim, momentos esses que nos perguntamos muitas das vezes se Deus estar a ouvir a nossas orações. Sabemos que ele ver e ouvi, porem é como se nao estivessemos vendo o seu agir e fiquemos inguietos e chegamos a procurar tomar rumos opostos de sua vontade. Mas aprendi uma coisa que muitas das vezes Deus estar em silêncio, porém nao significa que ele não estar no nosso barquinho ou seja na nossa situação, ele muitas das vezes estar em silêncio, mas tem o controle de nossas vidas. É vai nos guiar por caminhos a qual seja da sua vontade, que sabemos que é perfeita.

    ResponderEliminar

1- Leia antes de comentar;
2- Comentários spam ou com palavrões serão excluídos imediatamente;
3- Deixe o link do seu blog no final do comentário para que eu visite;
4- Anônimos podem comentar, mas deixe o nome no final do texto, por favor. :D