17 abril 2018

O que a cozinha me ensinou sobre esperar


Sempre gostei muito de cozinhar. Na verdade, minhas primeiras experiências na cozinha ocorreram durante a minha estadia em Portugal, os oito anos mais intensos da minha vida. À semelhança de muita gente que conheço e que gosta de uma boa comida, eu aprendi a cozinhar para poder comer o que eu queria. Isso pode parecer hilário, mas era uma verdade.

Nunca fui magra, hoje tenho uma vida mais saudável do que antes, mas sempre tive uma alimentação bem aleatória, o que deixava (e por vezes ainda deixa) meus pais de cabelos em pé. Só que a princípio ainda me controlavam, porque eu não sabia cozinhar. A partir do momento em que manifestei o desejo de fazer minha própria comida e sobremesas, o quadro foi outro. Desde então, ninguém me segura mais! Haha

Neste dia, que quero descrever no post que estão lendo nesse exato momento, eu estava fazendo um bolo de chocolate para a comemoração do aniversário do meu pai. Ainda estávamos morando em Portugal. A cozinha era espaçosa, mas ao mesmo tempo, acolhedora, era um espaço que me chamava constantemente para dar asas à minha imaginação. Um perigo para a balança!

Eu estava ansiosa para ver como ficaria o produto final da nova receita que estava testando e para provar a sobremesa! Terminei a massa, untei a forma e coloquei o bolo no forno, depois de pré-aquecido. Peguei um bom livro na estante (nunca pode faltar), e me sentei em uma das cadeiras dispostas ao redor da mesa, preparada para esperar no mínimo meia hora até que o bolo estivesse pronto.

O livro estava muito bom, preciso enfatizar, mas minha ansiedade para provar do bolo mostrou-se ainda mais interessante, vocês acreditam? Era um olho na página, e outro no vidro, que mostrava o bolo imóvel, do mesmo jeito que deixei.

“Ora bem, você está um pouco lento para crescer, não está”, falei para o nada, como se o bolo pudesse compreender minhas palavras. “Será que eu coloquei pouco fermento? Será que os ingredientes estavam errados, afinal?”

Na minha impaciência, não reparei que só havia passado cinco minutos! Voltei à leitura e tentei desviar a atenção do bolo que aparentemente não estava crescendo. Quando começou o cheirinho bom de massa cozinhando, minhas papilas gustativas entraram em alerta. Larguei o (bom) livro e me sentei no chão, à frente do forno, recebendo aquele calor muito bem-vindo no frio que já se fazia sentir. Meu pai nasceu na primavera brasileira, mas em Portugal seu aniversário era comemorado na abertura do outono Europeu.

Lá fora as primeiras folhas começavam a cair, ressequidas. Uma estação belíssima, a propósito. O vento já estava frio, e o piso de mármore da cozinha não permitia que o cômodo aquecesse de forma satisfatória. Mas eu estava aconchegada em meu kispo, olhando pelo vidro do forno. Minha mãe apareceu na cozinha e me perguntou o que eu estava fazendo ali.

---- Hayanne, o bolo não vai sair correndo se você sair daqui. Deixa da tua ansiedade.
----Eu sei, mas ele já está cheirando, já deve estar pronto..

Ela se inclinou e olhou pelo vidro. Nem precisou verificar novamente, sempre foi uma boa cozinheira.

---- Se você abrir agora ele vai "solar", ou você vai acabar comendo ele cru.

Fiquei um pouco amuada porque esperar estava sendo mais difícil do que eu imaginara. Levantei e fui resolver outras coisas longe da cozinha, o que preencheu bastante o meu tempo. Quando menos esperava, minha mãe me chamou para provar do bolo!

Hoje eu paro para pensar nesse acontecimento. Voltou à minha mente depois que ouvi um Pastor dar o mesmo exemplo quando falou da espera. Quantas vezes não ficamos como uma criança esperando o bolo sair? Insistimos que queremos o bolo naquele momento, sob qualquer circunstância! Mas é aí que entra a sabedoria dos nossos pais (do Senhor Deus), só Ele sabe quando é o momento certo de tirar o bolo do forno.

Ninguém gosta de bolo cru

Excetuando as sobras do bolo que ficam na batedeira, ninguém tem o costume de comer uma fatia de bolo semi-crua. Ou tem? A textura é estranha, o sabor não é lá tão bom, e você fica pensando se não deveria ter esperado mais um pouco para comer o bolo.

Deus não quer que você coma o bolo cru

Lá está, você não gosta de comer bolo cru, e Deus tem mais para você do que um bolo não comestível. Das duas uma, ou você mesmo está cru para receber o que Deus tem a te entregar, ou Ele ainda está preparando o momento certo para realizar. É algo como o alinhamento de várias outras circunstâncias em simultâneo.

A verdade é que não adianta querer apressar o processo. Para a sua meditação segue uma passagem bíblica que gosto muito:

O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se. (2 Pedro 3:9)

Resumindo, Ele não se atrasa, nem se adianta. Há um hino que sempre me deixa em lágrimas porque é uma oração que muitos de nós fazemos com alguma frequência. "Quando eu chorar", de Bruna Karla. A dica é lembrar de tudo o que Deus já fez na sua vida, Ele sempre soube cuidar tão bem de você! E porquê não cuidaria dessa vez?

Envolva-se em atividades edificantes, estude, faça a obra de Deus, corra atrás dos seus sonhos e procure a orientação do Pai Celestial em tudo. E sabe o que mais? Quando menos vocês esperar, Ele vai te chamar para comer do bolo! Eita glória! Confie, vai dar tudo certo!

Gostaria muito de saber a resposta de vocês a essas perguntas:

  • Qual foi a experiência mais marcante entre você e Deus durante um período de espera?
  • De que forma você reage ao silêncio de Deus ou ao Seu "aguarde"?

Que Deus continue te abençoando! 
INSTAGRAM   //   FACEBOOK   //   TWITTER

11 comentários:

  1. Gloria a Deus ele é fiel, e meus momentos de espera no Senhor, ele me ensinou a adora lo, e vou te contar é muito prazeroso adorar a Deus ele falando, ele em silencio na prova, na benção, ele é fiel 🙌

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amém! É uma bênção mesmo. Muitas vezes Deus nos chama para um deserto a fim de nos aproximarmos mais dEle. Como não compreendemos o que está acontecendo, tendemos a lutar contra a nossa ansiedade constante. Mas Ele sempre e esteve e sempre estará ao nosso lado, nos amparando. ^^

      Eliminar
  2. O texto mais lindo que pude ler hoje. A qual me falou muito ao coração, por ser sobre a espera, mas de uma forma diferente. Deus te abençoe sempre, Hay. <3
    Guardarei Amor/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Glória a Deus! ♥♥ A você também, Sarinha! ^^

      Eliminar
  3. Uma forma de lidar com a espera é observando a vida de Pedro, um dos discípulos mais ansiosos de Jesus, porém, com o passar do tempo Pedro cresceu, amadureceu e em 1Pe 5,7 ele escreve: "lançando sobre Ele toda a vossa ansiedade, porque Ele tem cuidado de vós". Pedro no início estava "cru" mas passou pelo "forno" de Deus e entendeu que apesar do silêncio Ele não está inerte e deseja alcançemos o ponto ideal. Só resta crer que o Eterno sabe quando alcançaremos esse ponto e no momento certo ele vem nos tirar do forno.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Excelente texto! Obrigado por nos presentear com esta dádiva!

      Eliminar
    2. É verdade, Pedro é um exemplo bem vívido do que estivemos falando. A maturidade acaba nos levando a aceitar melhor o tempo de Deus, mesmo sem a compreensão do que está por vir.

      Deus abençoe!

      Eliminar
  4. Lembrei de um versículo que fala sobre oferta de gratidão, que é: "Com sua oferta de comunhão por gratidão, apresentará uma oferta que inclua bolos com fermento.
    Levítico 7:13". Acredito que assim que deve ser,ainda que o que o Senhor falou não esteja concluído devemos ofertar nossa adoração como cheiro suave a suas narinas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com certeza! Agradecer em todo o tempo por tudo o que Ele já fez e pelo que ainda fará. o//

      Eliminar
  5. Nao é fácil esperar, porém sabemos que seus caminhos são os melhores e que não adianta nos apressarmos. Então o melhor a fazer é permanecer em oração e ocupando a mente com a sua obra e as demais atividades. Pois quando for chegado o tempo com certeza iremos agradecer e sentir que a espera sempre vale a pena. Esperar no Senhor é o um momento que pode causar ansiedade,mas acima de tudo é aonde dizemos para ele que cremos que ELE tem algo supremo para realizar em nossas vidas. Amém!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amém, glória a Deus! É exatamente isso. Se estivermos sempre relembrando das promessas que Ele já fez, poderemos seguir mais tranquilos sabendo que o Senhor está no controle de tudo. o//

      Eliminar

1- Leia antes de comentar;
2- Comentários spam ou com palavrões serão excluídos imediatamente;
3- Deixe o link do seu blog no final do comentário para que eu visite;
4- Anônimos podem comentar, mas deixe o nome no final do texto, por favor. :D