30 janeiro 2016

# Garota Cristã # Resenhas

Resenha: A Ovelha e o Dragão - Os Escolhidos


Olá queridinhos e queridinhas! Continuo aqui a minha maratona literária de férias. Estou aproveitando essa pequena e efêmera pausa para colocar as leituras em dia. Com isso quero dizer que tenho uma porção de livros emprestados que estavam encostados por uma razão ou outra até... Janeiro desse presente ano. Vocês podem acompanhar os livros que estou lendo na minha estante virtual do SKOOB bem - aqui - . Minha meta de leitura desse ano está mais reduzida porque estou priorizando aqueles que estão guardados, para depois abrir meus olhos para os novos horizontes da biblioteca. Vamos começar com o livrinho de hoje?

A OVELHA E O DRAGÃO - (Os Escolhidos), Renata Martins
Número de Páginas: 298
Editora: Danprewan
Classificação: 5/5 ♥
A batalha espiritual está presente no mundo o tempo todo, mas nem todas as pessoas têm consciência disso. Para alcançar seus objetivos maléficos e destruidores, os demônios procuram brechas entre os homens, oportunidades que lhes permitam atacar as forças do bem. Destruindo-as, acreditando que poderão vencer Deus, dominar o mundo e instaurar o mal sobre a terra. Assim é a guerra travada no mundo espiritual. No cenário desta história, a igreja do pastor Carlos está conseguindo resultados muito positivos junto à população da cidade. Muitas pessoas estão voltando a atenção para Deus e para os valores cristãos. Porém, o sucesso da igreja é justamente o que desperta a fúria de demônios que, por causa da barreira criada pelas orações do povo de Deus, não mais têm livre acesso para causar malefícios às pessoas. Por causa disso, os demônios decidem usar os satanistas, seus adeptos, elaborando um plano traiçoeiro e diabólico para destruir a igreja, retomando de volta o terreno perdido. Em meio a esse conflito, Raquel e Cristiano se conhecem. Ela, filha do pastor Carlos; ele, filho de um rico e influente político da cidade, que está iniciando um grande empreendimento imobiliário. Porém, o que Cristiano não sabe é que seu pai também é obrigado a fazer um pacto com um poderoso demônio que exige que ele destrua Raquel, seu pai e a congregação inteira, retomando assim a liberdade para atuar livremente.
Minha Opinião: Desde sempre somos conhecedores da guerra espiritual. Paulo diz em sua carta aos Efésios, capítulo 6 e versículo 12: "Porque não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais." Mesmo quem não frequenta uma igreja evangélica já ouviu falar dessa batalha que travamos diariamente, constantemente, a fim de nos mantermos fiéis e santos, preparados para receber Jesus no segundo seguinte.

Esse livro é de uma realidade inimaginável. Raquel foi criada desde criança nos ensinamentos da bíblia, sendo orientada sempre a seguir o caminho que Deus traçou para a humanidade. Por ser filha de pastor, seu crescimento espiritual era constantemente "vigiado", por isso desde cedo ela foi instruída a como se comportar, como agir em várias situações, e como manter sua integridade e seu exemplo cristã intactos. O assunto que dá início à ação do livro é a vida emocional da jovem. Com 23 anos de idade, Raquel nunca teve nenhum relacionamento amoroso com qualquer rapaz; sua linha de pensamento é invariavelmente idêntica à minha: namoro é para casamento, e quando esse dia chegasse, o sistema de corte seria aplicado. Caso ainda não seja conhecido, um relacionamento baseado nesse sistema colocaria de fora todo e qualquer contato físico entre os envolvidos; afinal, é uma fase de conhecimento, mas um conhecimento de personalidades, gostos e planos para o futuro. O pastor Carlos e sua esposa, Débora Oliveira firmaram essa promessa com a filha, e Raquel aceitou de bom grado! Ela queria alguém que a amasse, respeitasse, e esperasse pelo tempo de Deus para tudo o que aconteceria.

Então, a partir daí não acho justo contar mais detalhes, mas em dado momento os caminhos da ovelha e do dragão vão se cruzar. Quem são eles? Não posso dizer, senão estrago a surpresa, conseguindo, apesar de tudo, se aproximar da família de uma forma que supostamente não deveria acontecer.

Toda a história tem um ímã misterioso que não te larga até à última página. É incrível como a guerra espiritual enfrentada pela família Oliveira e a congregação gerida pelo pastor Carlos é realista. Consegui ver o quão próximos do nosso dia a dia estão os acontecimentos narrados no livro. Meu primeiro pensamento ao começar a escrita dessa resenha foi criticar a falta de prudência por parte do pai da "ovelha" quando aceitou o relacionamento dela com o "dragão", que não tinha apenas um passado sombrio, mas que ainda vivia nessa escuridão. Mas depois eu pensei, a escritora pretende mostrar o teor da batalha que o inimigo trava contra os jovens e adolescentes da igreja, tentando acobertar os maus costumes e decisões com uma capa colorida. Lembrei imediatamente dessa passagem:
"E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz." (II Coríntios 11:14)
Muitas vezes nos julgamos donos das nossas decisões, atitudes e caminhos, e esquecemos de que não somos nada, não sabemos nada do nosso futuro, e que Deus é o único que nos pode ajudar quando precisamos de avançar algum passo. E na nossa ingenuidade nos deixamos enganar, julgando ser "de Deus" porque sentimos um friozinho diferente na barriga, ou porque ouvimos as palavras que desejávamos ouvir. Mas a ovelha deve conhecer a voz do seu pastor, e não confundi-la com um uivo de lobo.

A Ovelha e o Dragão veio para abrir os meus olhos para a realidade de que estamos sendo vigiados constantemente pelo nosso adversário, e que qualquer brecha pode ser aproveitada por ele para nos derrubar.

"Se é para o sucesso da nossa missão, estarei enviando demônios influenciadores onde ela estiver... Toda brecha dada será usada para influenciá-la a seu respeito. Prepare-se para encontrá-la." (Pág. 114)
Esse é um dos livros mais fortes que eu já li em toda a minha vida, mas que recomendo a qualquer jovem e adolescente, pois o inimigo tenta atacar a juventude, que serão os futuros pregadores, pastores, missionários, dirigentes do círculo de oração...Imagine como ele se incomoda quando nos vê servindo a Deus com prazer, entregando os nossos dias, a nossa juventude na obra do Senhor!

Enfim, estou aguardando com muita ansiedade a chegada do segundo volume, e descobrir como continuará. Estou pensando na forma de abordar a continuação sem oferecer gratuitamente o spoiler. rsrsrs

8 comentários:

  1. É um livro brasileiro? Não lembro de ter visto. Vou procurar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É sim, eu já tinha ouvido falar, mas só tive acesso a ele porque foi emprestado. Mas é relativamente recente.

      Eliminar
  2. Amoooo essa serie! só falta o 3 pra mim, o segundo é muito bom tb, quando a Raquel descobre kk' É tenso!!!
    www.byanak.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Precisamos ter uma conversinha (sem spoiler) sobre esse segundo livro. kkkkkk

      Eliminar
  3. Olá, Hayanne, tudo bem?

    Caramba, fiquei impressionada! Eu não conhecia o livro mas confesso que fico meio receosa com esse tipo de leitura que envolve religião, na verdade depende muito! Sou religiosa tenho minhas crenças, e algumas leituras incomodam um pouco a forma como eles dirigem as coisas, ou afirmam apesar de ser uma ficção maior parte, confesso que mesmo tento todo esse envolvimento, eu gostei da resenha, da premissa do livro, acredito que eu leria, fiquei bastante curiosa para saber mais, pois você deixou em aberto algumas questões e quero muito saber HAHAHAHA e minha primeira vez aqui e adorei a visitar seu cantinho.

    Beijinhos

    http://resenhaatual.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  4. Oie, tudo bem?

    Eu não conhecia o livro, mas achei a premissa bastante interessante. A capa está super linda e sua opinião está bastante detalhada, deu para ter um gostinho da história.

    Beijos,
    Dai | Blog Cheiro de Livro Nacional

    ResponderEliminar
  5. Peçam logo a tradução do de Ruth e Boás vcs que sõa blogueiras. Esta resenha está 10. Dei de presente o livro, ainda não li, mas todas as resenhas só elogiam, espero que minha amiga goste.Vc já leu AMOR DE REDENÇÃO? mesmo tema, excelente. Abraço.

    ResponderEliminar

1- Leia antes de comentar;
2- Comentários spam ou com palavrões serão excluídos imediatamente;
3- Deixe o link do seu blog no final do comentário para que eu visite;
4- Anônimos podem comentar, mas deixe o nome no final do texto, por favor. :D

Seguidores