12 março 2015

# Garota Cristã

Como ser sal da terra e luz do mundo


Parece repetitivo discutir um assunto tão comum hoje em dia. Mas se é tão comum, não deveria já ser vivido plenamente? Quando já sabemos as regras de uma instituição educativa (escola), não temos a obrigação de cumpri-las? Hoje vamos falar de uma passagem muito conhecida na bíblia, que se encontra no livro de Mateus. Alguém já sabe qual?

  "Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.
  Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte;
  Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa.
  Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus." (Mateus 5:13-16)

Nesse excerto da bíblia podemos ver que Mateus nos comparou a sal e luz. Vamos começar pelo sal.

PORQUE DEVEMOS SER SAL?

Serve para conservar: Você já imaginou o mar sem sal? A terra seria um esgoto a céu aberto. O crente é usado por Deus para conservar a vida, impedindo que a podridão do mundo se alastre.

Serve para desinfectar: O sal antigamente era usado para limpar feridas, desinfectando-as. O crente deve ser usado por Deus para curar, sendo um  restaurador.

Serve para tirar ferrugem: Poucos sabem disso, mas o sal era usado para tirar ferrugem de roupas, tornando-as limpas. O crente ajuda a limpar os sujos, levando muitos a serem purificados pela Palavra de Deus.

Serve para dar sede: Uau, esta propriedade é das que mais gosto!!!! Quando eu sou sal, minha vida fala tão alto que as pessoas ao meu redor, passam a ter sede de Deus! Minha vida salga tanto que os outros querem mais de Deus!

Serve para dar gosto e tempero: Quando alguém chega perto de um crente que é sal, sua vida passa a ter sabor, a ter tempero… A pior coisa é um crente “sem sal”, pois ele não tem nada a acrescentar na vida dos outros.

Serve para demonstrar uma atitude de reconhecimento: No Antigo Testamento, umas das formas de pagamento era em sacos de sal (daí, a palavra SALário). O crente que é sal sabe reconhecer o que fazem por ele. Sabe honrar, dar, ofertar.

Serve para derreter o gelo (lembrei-me disso vendo a neve sendo derretida pelo sal): O crente em Jesus que é sal, cumpre um dos seus propósitos, sendo um agente de quebrantamento na vida dos outros. Seus ensinamentos e sua vida levam outros a amarem mais a Deus e a dependerem mais dEle.

Serve para não deixar que os pés escorreguem: Nos oito anos que passei em Portugal, vi que quando pisamos na neve, facilmente podemos nos ferir, ao escorregarmos. Mas se tiver o sal, nossos pés se firmam bem. O crente em Jesus é usado como uma força na vida dos outros, de tal forma, que os fracos são mais fortalecidos e seus pés são impedidos de resvalarem. O crente sal não deixa seus irmãos caírem sem nada fazerem por eles.  Fonte: Cindiangelo (Com edições)

PORQUE LUZ DO MUNDO?
Porque sem luz a nossa vida não seria fácil. Quando anoitece, a única forma de continuar se movimentando normalmente dentro de casa sem sair batendo contra as paredes e cadeiras é a eletricidade, a luz. Então, poderemos fazer uma ligação com nosso próprio testemunho. Para quem está na escuridão a luz é a única solução, ela deve fazer a diferença. "Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa."

Outra coisa, todos devem ver o seu brilho! Todos devem ver Cristo através da suas atitudes e palavras. Não concordo com aquele hino "Raridade" de Anderson Freire. Acredito que sem perceber, o compositor escreveu "não chore se o mundo ainda não notou." Mas o mundo deve notar. Se somos espelhos e refletimos a imagem do Senhor, o mundo deve ver isso em nós. "Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus."


Como vocês leram até agora, a comparação feita foi mais do que certa. Sal e luz sempre fazem a diferença. "(...) e se o sal for insípido, com que se há de salgar?(...)" O sal insípido não serve para nada. Ele é influenciado por todos os outros sabores, e não influencia. Assim mesmo é conosco, jovens cristãos. Se somos influenciados pelas práticas mundanas, somos sal? Como dizer que somos cristãos se praticamos o mesmo que os ímpios? Como dizer que somos seguidores de Cristo se as nossas obras vão contra os seus ensinamentos?

Não se esqueçam de que a vossa vida também é uma forma de evangelizar. De que adianta ir aos cultos com a bíblia na mão e vestes puras se fora dela você é outra pessoa? E a "tão grande nuvem de testemunhas" da qual o escritor aos Hebreus fala no capítulo 12, versículo 1? Você deixa brilhar a luz de Cristo em seus passos? Será que seus amigos e conhecidos podem testemunhar da sua vida cristã? Você sabe a resposta...o que eles diriam?

Se você ainda não começou, então comece a influenciar todos à sua volta com o seu testemunho de vida. Ganhe almas para Jesus sem palavras, apenas com as suas atitudes. Eles verão a obra divina em cada palavra sua, e depois disso? Vai ser muito mais fácil que eles aceitem ir com você aos cultos, porque você é um exemplo vivo da doutrina cristã, da seriedade da sua igreja. Do mesmo jeito é o inverso. Se você tiver as mesmas atitudes que eles (ou até piores), a sua credibilidade não terá valor algum.

Seja sal da terra e luz do mundo. Influencie e não se deixe ser influenciado. E a recompensa será maravilhosa. Não tenha dúvidas. =D

Image and video hosting by TinyPic

Sem comentários:

Enviar um comentário

1- Leia antes de comentar;
2- Comentários spam ou com palavrões serão excluídos imediatamente;
3- Deixe o link do seu blog no final do comentário para que eu visite;
4- Anônimos podem comentar, mas deixe o nome no final do texto, por favor. :D

Seguidores