21 janeiro 2015

# Resenhas

Resenha: Extraordinário


Bem, eu já venho tentando postar a resenha deste livro há algum tempo, já que terminei a leitura no ano passado. Mas, nunca cheguei a concluir, até porque eu estava naquela de postar textos reflexivos. Mas, como este livro me fez refletir de uma forma realmente extraordinária, eu não poderia deixar de partilhar isto com vocês.

EXTRAORDINÁRIO
R.J. Palacio
August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.


Minha Opinião: Este é um daqueles livros que nós chegamos ao final com um leve sentimento de perda na alma. Sei que parece meio dramático o meu ponto de vista sobre a situação, mas eu me apeguei tanto ao personagem que quando o livro terminou eu fiquei...mas já?

Eu posso dizer com alguma certeza que este livro conseguiu mudar completamente a minha visão não só dos outros, mas principalmente de mim mesma. Auggie veio para me mostrar que não há ninguém superior nem inferior a ninguém. Eu, que por muitas vezes pratiquei 'auto-bullying' (se é que isso existe kkk). Querendo ou não você sente na pele o que este menino sofre ao longo do tempo que passa na escola. E tudo porque? Por uma síndrome genética de que ele não tem culpa alguma.

E por mais incrível que pareça, apesar de tudo, ele continua sendo uma pessoa maravilhosa com todos os que o rodeiam. Mesmo tendo que escutar 'desaforos' a todo o instante, ele não se deixa levar por eles. Nós jovens e adultos sabemos como uma criança pode ser cruel com palavras. Mas esse jeito dele me encantou de tal forma que eu acabei esquecendo as minhas próprias preocupações estéticas. Você é bem mais que isso, bem mais do que uma roupa, um cabelo lindo ou olhos claros. Você é sua personalidade, aquilo que você planta no coração dos seus amigos.

Extraordinário vem mesmo para mudar preconceitos enraizados na nossa sociedade racista. Mesmo sem o admitir, muitos ainda fazem a acepção de pessoas pelo peso e medidas. Sabem uma coisa? Nesse aspecto até os animais são superiores a nós, porque eles não afastam semelhantes por terem alguma característica que difere dos outros. E para quê isso interessa? Será que uma doença, uma amputação, ou até uma deformidade corporal pode mudar o valor de uma pessoa? Pode mudar o coração dela?

Não consigo abordar esse tema sem sentir uma certa revolta por pessoas que ainda hoje, no século 21, se acham deuses para julgar quem é o não digno de viver. A pior doença que alguém pode ter é o preconceito, a pior deformidade é ser dotado de uma visão perfeita, mas só ver o que quer. Augusto Pullman é um autêntico guerreiro nesse livro, fico pensando se eu seria tão forte quanto ele na mesma situação. Um livro inesquecível.

Image and video hosting by TinyPic

2 comentários:

  1. Já escutei tanta gente falar nesse livro, mas eu não consigo me apegar ou gostar dele, não tem jeito kk'

    www.byanak.com.br

    ResponderEliminar
  2. Esse é um livro que eu quero muito ler por razões pessoais. As pessoas veem uma casca, e fazem um conceito das outras pessoas sem conhece-las realmente. Se isso é ruim para pessoas "normais", imagina como isso pode ser para pessoas "especiais". Hoje em dia não existe mais o hábito de se importar com os sentimentos alheios. Isso se tornou mais exceção do que regra :/

    ResponderEliminar

1- Leia antes de comentar;
2- Comentários spam ou com palavrões serão excluídos imediatamente;
3- Deixe o link do seu blog no final do comentário para que eu visite;
4- Anônimos podem comentar, mas deixe o nome no final do texto, por favor. :D

Seguidores