23 janeiro 2015

Resenha: Em seus passos o que faria Jesus?


Definitivamente um dos melhores livros que eu já li. Já li alguns da editora Mundo Cristão, mas esse realmente se superou. Na verdade eu comecei a ler pouco tempo antes de começarem as provas do enem, mas aí eu fiquei tão ansiosa e nervosa com a prova, que nem ler era mais um prazer. Eu ainda tentei voltar ao texto algumas vezes, mas não valia a pena. Mas consegui acabar depois das provas, e hoje venho dar a minha opinião sobre o livro. O filme talvez mais tarde eu ainda comente.

EM SEUS PASSOS O QUE FARIA JESUS?
Charles M. Sheldon



Em seus passos o que faria Jesus? narra as profundas mudanças ocorridas quando um pastor desafia sua comunidade a praticar a fé em Jesus Cristo. À medida que ela aceita o desafio, coisas incríveis acontecem na vida das pessoas e daqueles que as rodeiam. A pergunta "o que faria Jesus em meu lugar" passa a orientar todas as ações desse grupo, causando uma reviravolta sem precedentes.


Minha Opinião: O que você acha que aconteceria se sempre que alguém fosse fazer alguma coisa se perguntasse o que faria Jesus no lugar dela? Não há nem como prever o quanto a vida dessa pessoa vai mudar. É claro que serão muitos os sacrifícios para conseguir cumprir essa promessa, mas será que não vale a pena?

O reverendo Henry Maxweel, após uma experiência extremamente marcante para a sua vida no início do livro (não darei spoilers), propõe à Primeira Igreja de Raymond um pacto que irá mudar para sempre a vida deles, e até a noção de discípulo. Eles vão viver realmente como Jesus viveria se estivesse na mesma situação.

A personagem que mais me chamou a atenção em todo o livro foi Rachel Winslow. Uma jovem da classe alta que cantava na Primeira Igreja de Raymond. Digo cantava e não louvava, porque ao longo do livro, a intimidade que ela tem com Deus aumenta cada vez mais. Se no início ela só cantava para ter o que cantar e emocionar as pessoas, no final ela louvava com toda a alma, alcançando também almas para Cristo.

Não sei se porque eu também amo louvar, mas me identifiquei bastante com Rachel, vi algumas atitudes minhas refletidas nela, e pude também fazer uma reflexão sobre a minha própria tarefa na igreja, se ainda estou dando o melhor de mim. Porque não adianta dizer que é cristão, levar a bíblia e frequentar a igreja. Suas atitudes devem demonstrar a escolha que você fez ao aceitar a Jesus como único e suficiente Salvador.

Somos representantes de Deus na terra, somos prova do amor dEle, e mais do que nunca, somos muito observados. Devemos brilhar por Deus sempre, evangelizar com a nossa vida, o nosso testemunho. Levar a palavra dEle a todos, mas também vivê-la. Porque não adianta você ensinar algo que não vive, não é mesmo? Você perde a 'moral'. Vai que alguém te desafia com essa argumento, qual a sua resposta?

Esse livro me edificou bastante na fé e na experiência com Cristo. Asseguro-lhes de que não se arrependerão. Serve até como um presente para aquele seu amigo(a) que ainda não fez a sua escolha. Uma forma bem simples de evangelizar, já que são várias personagens, ele(a) pode se identificar com uma delas, quem sabe?

Image and video hosting by TinyPic

3 comentários:

  1. Oi, linda!
    O meu pai tem este livro mas nunca o peguei para ler - fiquei curiosa a respeito do livro ao ler a sua resenha....
    Já assisti o filme há muito tempo atrás, mas não conta, né...

    beijão
    WWW.PAINELPARACONGRESSO.COM

    ResponderEliminar
  2. Ameei! Foi um dos livros que mais me impactou! Ele é desafiador, e quando fazemos dessa pergunta um "lema" pra nossa vida, percebemos que nos tornamos mais parecidos com Jesus! É um livro incrível e super indico também para que não leu! *-*

    ResponderEliminar
  3. Esse livro é um forte chamado ao serviço de Cristo. Impactante.

    ResponderEliminar

1- Leia antes de comentar;
2- Comentários spam ou com palavrões serão excluídos imediatamente;
3- Deixe o link do seu blog no final do comentário para que eu visite;
4- Anônimos podem comentar, mas deixe o nome no final do texto, por favor. :D

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo