26 setembro 2014

Resenha: A Cabana


Bom dia meus amores! Faz muito tempo que eu não posto nenhuma resenha no blog, então resolvi trazer hoje uma que já está para sair há muito tempo. Para quem está chegando agora no meu blog, queria dizer que as minhas resenhas não são com resumos pessoais porque eu o-d-e-i-o spoilers, e a minha tendência é sair contando metade da história sem necessidade nenhuma. kkk Então eu só coloco a sinopse da contracapa e faço a minha crítica. Talvez mencione uma ou outra passagem, mas no geral não costumo me apegar tanto ao resumo. Então vamos lá.

A CABANA
William P. Young


Durante uma viagem de fim de semana, a filha mais nova de Mack Allen Phillips é raptada e evidências de que ela foi brutalmente assassinada são encontradas numa cabana abandonada.Após quatro anos vivendo numa tristeza profunda causada pela culpa e pela saudade da menina, Mack recebe um estranho bilhete, aparentemente escrito por Deus, convidando-o para voltar à cabana onde aconteceu a tragédia.Apesar de desconfiado, ele vai ao local do crime numa tarde de inverno e adentra passo a passo no cenário de seu mais terrível pesadelo. Mas o que ele encontra lá muda o seu destino para sempre. Em um mundo tão cruel e injusto, A cabana levanta um questionamento atemporal: se Deus é tão poderoso, por que não faz nada para amenizar o nosso sofrimento?

Minha Opinião:Sabe aquele livro que você julga pela capa? Pois bem, esse eu acabei julgando injustamente, e sabe porque? Achei o design lindíssimo, já tinha ouvido muita coisa boa do livro, então achei que ele fosse realmente bom. Nas primeiras páginas não percebi que ele tinha um certo toque espírita, só quase na metade do livro. Percebi sim que ele tinha assim um estilo religioso, mas nunca achei que fosse sobre isso. O que mais me chamou a atenção foi a separação da trindade. Pai, filho e espírito santo são três pessoas diferentes, aliás, só o filho é uma personagem masculina.

Me desculpem amantes de William P. Young, mas me cansei do livro assim que comecei vendo essas divergências, não achei que fosse útil para mim. É verdade que eu li de forma impessoal, não acredito nas suposições que são feitas no livro. Qualquer um bem entendido da bíblia vê que alguns temas são meio que manipulados. Daí o meu abandono do livro.

Mas tirando este detalhe, o escritor tem uma forma única de escrever, muito próximo da linguagem informal que utilizamos no nosso dia-a-dia, o que deixa tudo mais realista. Gosto muito de escritores que conseguem deixar esta sensação nos seus leitores, é pena que o conteúdo do livro não me chamou tanto a atenção. Então a minha avaliação do livro é só três estrelas, porque sim. kkk

15 comentários:

  1. Olá Hayanne,

    Concordo plenamente com sua resenha! Sabe, eu comprei ele porque ouvia muitas criticas boas sobre, mas ao começar a lê-lo não consegui terminar. Abandonei quase no fim, e ainda li empurrando. Muitas teorias realmente não concordo, enfim...infelizmente não posso dizer que gostei do livro ;( apesar de querer muito. Criei uma expectativa tão grande sobre ele, que no fim de tudo, fiquei super frustrada por ele não ter me dado o retorno positivo que eu tanto esperava...

    Adorei seu blog! Amo de paixão ler também <3

    Beijos, flor

    http://pin-uprock.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É muito chato quando nos apaixonamos pela capa mas o conteúdo nos deixa com vontade de queimar ele para que ninguém mais seja levado pelas mentiras. kkkk #MeioRadicalHoje kkkkk
      Obrigado pela visita. ♥

      Eliminar
  2. Gostei da resenha. Realmente, a capa não me parece boa, e pelo o que vc disse, ela não passa exatamente o que é o livro. Eu já ouvi falar muito dele também, e não sabia que era de cunho religioso. Bem, uma pena vc não ter gostado do conteúdo. Talvez um dia eu leia, adoro escritores que inovam com seu estilo único de escrita.
    É isso, beijão Hay, O blog tá incrível. ;)

    *Senhor das Noites* Jadson L. Ribeiro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A capa nem foi o que me deixou mais desanimada, mas sim o conteúdo. kkkk
      Também gosto muito de escritores que sempre escrevem de uma forma sua, você lê e nem se cansa. kkkk

      Eliminar
  3. Olá, Hayanne.
    Acho que minha opinião sobre a obra é bem parecida com a sua. Não gostei do conteúdo do livro, da forma da escrita do autor.
    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  4. Foi o primeiro livro com tema evangélico que eu li, por incrível que parece eu gostei muito do livro. Acho que por ter sido o primeiro, acabei gostando da história. Mas o legal é esse, encontrar pessoas com opiniões diferentes!
    Amei o blog e já estou seguindo, beijos ♥

    http://leitoresesuasmanias.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Do gênero, ele é religioso, mas de maneira nenhuma evangélico, tem muito da doutrina espírita, daí que eu não tenha gostado dele. ;-;

      Eliminar
  5. Eu não consegui concluir a leitura , não era nada do que eu pensava

    ⋙ Um beijo, te espero no blog
    SORTEIO no blog Livros com café

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É horrível quando um livro começa a ser cansativo. Eu abandono assim que vejo que não vou ganhar nada lendo. kkk

      Eliminar
  6. Já peguei o livro pra ler mas nem li 10 páginas rsrs Gostei da sua opinião sobre o livro, quando eu tiver com coragem, vou ler ele!

    www.princedreamer.com

    ResponderEliminar
  7. Eu li esse livro há muito tempo atrás, até fiz uma resenha no Acesso Permitido, creio ter sido uma das primeiras resenhas do blog. Naquela época eu não tinha muito conhecimento religioso, então lembro ter amado esse livro e saído por aí o indicando como um louco. Hoje minhas opiniões sobre o mesmo são completamente diferentes. Gostei da sua atitude em postar sua opinião, isso por incrível que pareça raramente acontece. ♥

    http://acessopermitidoblog.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não indicaria nunca kkkk mas é verdade, esta sabedoria de discernir o que não ajuda se ganha com a maturidade. :) Que bom que você cresceu kkk

      Eliminar
  8. Já eu amo o livro justamente pela forma que aborda a espiritualidade (sem misturar com religião). Acredito que este livro não dá pra indicar ou não para alguém, ele tem uma abordagem muito pessoal, que você pode amar ou odiar ou não ter a menor diferença na vida. A partir deste livro posso dizer que fiquei muito mais próxima de Deus e regenerou mesmo minha fé.
    Enfim, como já disse, é algo muito pessoal rs.
    Aqui tem um pouquinho do que achei dele/pq ele significa tanto pra mim: http://www.estejali.com/2013/11/mmv-cabana-william-p-young.html

    Beijos <3

    ResponderEliminar

1- Leia antes de comentar;
2- Comentários spam ou com palavrões serão excluídos imediatamente;
3- Deixe o link do seu blog no final do comentário para que eu visite;
4- Anônimos podem comentar, mas deixe o nome no final do texto, por favor. :D

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo