05 setembro 2013

Resenha: A Minha História com Bob


  Hai pandinhas! ( ̄ー ̄)
  Como vão os meus leitores preferidos? Refiro-me a todos. xd
  Tal como prometido, trouxe mais uma resenha. Já tinha lido o livro há mais de um mês, mas estive sempre adiando porque os outros blogs falavam do mesmo, de maneira que só hoje pude pegar no livro e pensar com mais clareza nele. kk Eu sei que todos conhecem o livro, o título só não vos diz muita coisa porque (novamente) está na tradução de Portugal. Mas é a mesma história. Óbvio u.u. kk

A MINHA HISTÓRIA COM BOB
James Bowen
Quando James Bowen encontra um gato alaranjado no prédio onde vive, não faz ideia do quanto a sua vida irá mudar. Lutando por sobreviver como músico de rua na cidade de Londres, a última coisa de que precisa é um animal de estimação. No entanto, incapaz de resistir ao animal doente, acolhe-o em sua casa. Quando Bob recupera a saúde, James deixa-o à porta do prédio, imaginando que nunca mais o voltará a ver. Todavia, Bob tinha outros planos. Dentro de pouco tempo, os dois tornam-se inseparáveis e as muitas aventuras que irão viver transformarão para sempre as suas vidas, curando lentamente as cicatrizes do passado atribulado de ambos. Esta é a história de uma amizade improvável e de como um gato vadio irá ajudar um homem a recuperar a sua autoestima e dar-lhe uma nova esperança quando o resto do mundo lhe parecia ter fechado as portas.

Minha Opinião: Sabe aqueles livros que você não sabe como explicar o que você achou? Este é apenas um destes livros para mim. Eu realmente gosto muito de gatos, apesar de não ter nenhum em casa por 'dizerem' que eu sou alérgica a eles. kk Eu sou é alérgica a certos tipos de humanos que são ainda menos suportáveis do que um gato inofensivo. kk Pois bem, eu achei muito linda a história, e ainda mais por ser verdadeira. Todos repararam que a personagem principal é o próprio escritor! É muito lindo saber que um homem conseguiu escapar das drogas com a ajuda de um gato. Não tem como não se emocionar com toda a história contada. Ao mesmo tempo vemos os progressos dos dois seres: Bob e James. Um recuperando de uma vida de gato abandonado, e outro das drogas que realmente fez a sua vida num nó. Uma história maravilhosa que eu adoraria que tivesse continuação, mas acho que não. kk Cinco estrelinhas, com certeza! :)

Image and video hosting by TinyPic

8 comentários:

  1. a que tydo
    eu tbm amo gatos
    apesar de não ter o marido odeia não entendo isso mas enfim amei
    bezosssssss

    ResponderEliminar
  2. Awwwn. Concordo completamente. Sempre quis ter um gato também, mas o mesmo acontece comigo e é simplesmente triste o fato de eu ser "alérgico" à gatos. O que na minha opinião é mentira. Mas simplesmente adorei a resenha. Vou procurar pelo livro.

    ACESSO PERMITIDO.
    http://acessopermitidoblog.blogspot.com.br/
    Siga o Acesso Permitido no twitter ---> @nerdisbetter

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também acho que é mentira. --'
      Procure mesmo. :))

      Eliminar
  3. Menina, vi esse livro nas livrarias tem uns meses. Na hora me apaixonei pela capa, Bob é tão lindinho! Não tem como não querer abraçar e brincar com ele, estou doida para ler esse livro (embora tenha mais de 100 livros na fila). Vou ler! Isso certeza, não sei quando só rsrs
    Deve ser lindo!

    Grande abraço e ótimo final de semana
    http://estante-dos-sonhos.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  4. Preciso ler, quando cheguei no fim da resenha já tava segurando uma lágrima pq me lembro da minha gatinha e o quanto ela mudou minha vida, justo no mês que faz um ano que ela morreu. Enfim eu sou gateira, tenho 15 felinos lindos, quero muito ler, adorei >.<

    euminimalista.blogspot.com

    ResponderEliminar

1- Leia antes de comentar;
2- Comentários spam ou com palavrões serão excluídos imediatamente;
3- Deixe o link do seu blog no final do comentário para que eu visite;
4- Anônimos podem comentar, mas deixe o nome no final do texto, por favor. :D

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo